• Ginseng 100mg - 60 cápsulas

Ginseng 100mg - 60 cápsulas

Modelo:Ginseng 100mg - 60 cápsulas
Disponibilidade:Em estoque
  • R$25,90

Em dez anos a raiz desta planta pode atingir até 1 m de comprimento. As raízes secundárias lembram as formas às pernas de uma figura humana e a base do caule a cabeça. Deve-se a esta semelhança o nome de Ginseng = homem-raiz, e possivelmente também a reputação de curar a impotência. Seja sua eficácia relacionada a composição química ou ao seu simbolismo, mas o fato é que ela é utilizada a milênios por chineses e japoneses.

É também conhecida como “erva milagrosa”, “raiz que cura todos os males” ou ainda “raiz da vida eterna”, por ter propriedades de retardar o envelhecimento.

Talvez seja a única erva medicinal que se adapte integralmente a filosofia oriental que trata o universo como um todo. 

Atua como estimulante do sistema nervoso central, regularizando ou aumentando as funções cerebrais, dependendo do estado orgânico de cada indivíduo.

Tem  ação protetora contra agentes físicos e biológicos, desempenhando atividade imunitária.

Tem a capacidade de aumentar a taxa de hemoglobina e o número de glóbulos vermelhos no sangue.

É reconhecido como planta adaptógena, aumentando a resistência orgânica ao estresse.

Ampliam o fornecimento de energia durante o exercício prolongado, por aumentarem a capacidade do músculo esquelético em oxidar ácidos graxos.



Indicações


- Afrodisíaco;

- Analgésico leve;

- Cicatrizante e regeneradora celular;

- Estimulante do sistema nervoso central;

- Revitalizante físico e psíquico;

- Tônico pulmonar e cardíaco;

- Impede a formação de radicais livres e combate o envelhecimento; 


  

Composição


Ginseng 100mg

Excipiente qsp 1 cápsula


 

Posologia


Recomenda-se a ingestão de 1 a 2 cápsulas  ao dia.



Advertências :


1. Nunca utilize medicamento sem orientação de um profissional habilitado.

2. Imagens meramente ilustrativas.

3. Pessoas com hipersensibilidade à substância não devem ingerir o produto.

4. Em caso de hipersensibilidade ao produto, recomenda-se descontinuar o uso e consultar o prescritor.

5. Não use o medicamento com o prazo de validade vencido.

6. Manter em temperatura ambiente (15 a 30ºC). Proteger da luz, do calor e da umidade. Nestas condições, o medicamento se manterá próprio para o consumo, respeitando o prazo de validade indicado na embalagem.

7. Todo medicamento deve ser mantido fora do alcance das crianças.

8. Este medicamento não deve ser utilizado por mulheres grávidas sem orientação médica.

9. Embora não existam contra-indicações relativas a faixas etárias, recomendamos a utilização do produto para pacientes de idade adulta.

10. Este medicamento não deverá ser partido ou mastigado.

11. Siga corretamente o modo de usar. Não desaparecendo os sintomas, procure orientação médica.

12. O uso do medicamento durante o período de amamentação também não é recomendado.

13. "SE PERSISTIREM OS SINTOMAS, O MÉDICO OU FARMACÊUTICO DEVERÁ SER CONSULTADO".


 

Precauções e Contra indicações


Não  é indicado em casos de hipertensão aguda, gravidez e doenças agudas.

Não foram relatados efeitos colaterais quando utilizado em doses terapêuticas.

Quando utilizado em altas doses, acima de 8g por dia, pode ocorrer nervosismo, hipertensão, erupções da pele, insônia e diarréia.

Evitar o uso concomitante de café, chá ou outra substância estimulante.

Hipertensos agudos devem tomar precauções devido ao fato do Ginseng ativar as funções orgânicas.

As reações adversas mais comumente encontradas para o uso do ginseng são: dor de cabeça, desordens do sono e gastrintestinais, manifestações alérgicas, hipertensão arterial, nervosismo, irritabilidade, hiperestrogenismo, síndrome de Stevens-Johnson e ação hipoglicemiante. Recentemente foi descrito um caso de reação alérgica sistêmica após o uso do Ginseng.

Em relação às interações medicamentosas, há relatos que o Ginseng, quando ingerido, era bem tolerado, embora, pudesse interagir com outros fármacos, tais como: Varfarina, Fenelzina (inibidor da MAO) e com a Nifedipina (bloqueador dos canais de cálcio).

A ingestão de álcool com o ginseng provoca um decréscimo da concentração plasmática de álcool em 32,5%.

 

 

Referências Bibliográficas

 

ALEXANDRE, Rodrigo F.; BAGATINI, Fabíola; SIMOES, Cláudia M. O.. Interações entre fármacos e medicamentos fitoterápicos à base de ginkgo ou ginseng. Rev. bras. farmacogn.,  João Pessoa,  v. 18,  n. 1, Mar.  2008 .   Available from <http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0102-695X2008000100021&lng=en&nrm=iso>. access on  09  Nov.  2009.  doi: 10.1590/S0102-695X2008000100021.

 

AURICCHIO, Mariangela Tirico; BATISTIC-LONGATTO, Mônica Arcon; NICOLETTI, Maria Aparecida. Análise comparativa de embalagens secundárias e bulas de medicamentos contendo Panax ginseng C. A. Meyer. Cad. Saúde Pública,  Rio de Janeiro,  v. 23,  n. 10, Oct.  2007 .   Available from <http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0102-311X2007001000005&lng=en&nrm=iso>. access on  17  Nov.  2009.  doi: 10.1590/S0102-311X2007001000005.

 

Carvalho, José Carlos Tavares; Almança, Carlos Cesar Jorden Formulário de prescrição Fitoterápica, São Paulo: Atheneu, 2003.

 

Introdução à fitoterapia: utilizando adequadamente as plantas medicinais. Colombo: Herbarium Lab. Bot. Ltda, 2008.

Escreva um comentário

Nota: HTML não suportado!
    Ruim           Bom
Captcha